Fibermaq assume distribuição dos equipamentos da Autometrix
Montadas nos EUA, máquinas cortam tecidos especiais usados como
reforços de peças de compósitos
 
Linha Autometrix Advantage
  A Fibermaq deu início à distribuição dos equipamentos da norte-americana Autometrix, empresa especializada em sistemas automáticos para o corte de tecidos especiais, como os de carbono e aramida, bem como prepregs que reforçam as peças de compósitos consumidas pelos setores de esporte e lazer, eólico, aeroespacial, transporte e isolamento, entre outros.

O negócio, detalha Christian de Andrade, diretor da Fibermaq, foi motivado pela similaridade entre os perfis de ambas as empresas. “Somos fabricantes de equipamentos para a moldagem de compósitos. Então, fez todo o sentido agregar máquinas como essas ao nosso portfólio”, afirma. E, para a Autometrix,

“a experiência da Fibermaq no ramo de equipamentos foi determinante”, comenta Gil Griego, CEO da Autometrix. A empresa brasileira também será a responsável por prestar assistência técnica local e fornecer peças de reposição.

No Brasil, a Fibermaq vai distribuir as linhas Autometrix Advantage, Radium e Argon, cujas velocidades de corte variam de 0,60 m/s até 1,67 m/s – as duas últimas trabalham com até duas ferramentas de corte simultâneas. “Em uma hora, essas máquinas cortam a mesma quantidade de tecido que um operador leva de 8 a 16 horas para cortar manualmente”. A largura dos modelos standard é de 1,60 m, mas pode chegar até 3,80 m, enquanto o comprimento máximo é de 17 m.

Aliado ao ganho de produtividade, os equipamentos da Autometrix têm como diferencial a presença do software de agrupamento (nesting) e design PatternSmith. Bastante intuitivo e apto a receber arquivos de Drawing Exchange Format (DXF) – podem ser gerados por softwares populares de desenho, como AutoCAD e SolidWorks –, o programa maximiza o aproveitamento de tecido, o que é muito bem-vindo quando se manipula materiais com preços elevados, a exemplo dos usados em peças de compósitos. “O conjunto formado pelo software e hardware também possibilita a realização de cortes extremamente complexos e com muita precisão”.

Comercializado à parte, o software CadShot Mobile permite que o usuário fotografe a peça com o celular e exporte a imagem diretamente para o programa, que reconhece o formato e realiza o plano de corte do tecido.

Fundada em 1978, na cidade de São Paulo, a Fibermaq é pioneira na fabricação de máquinas e acessórios para a moldagem de compósitos, epóxi e adesivos em geral. Ao longo desse período, mais de 5.000 laminadoras, gelcoateadeiras, injetoras de RTM e máquinas de enrolamento filamentar, entre outras, foram comercializadas pela empresa no Brasil e em toda a América Latina.

Ano passado, a Fibermaq foi eleita pela quinta vez consecutiva Top of Mind da Indústria de Compósitos na categoria “Equipamentos”. Organizado pela Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (ALMACO), o Top of Mind é o principal prêmio do setor.

Para mais informações, acesse www.fibermaq.com.br


 
 

O Fibermaq em Notícia é um informativo sobre as novidades da Fibermaq, empresa pioneira na fabricação de equipamentos para a transformação de materiais compósitos. Fundada em 1978, na cidade de São Paulo, a Fibermaq produz máquinas para o processamento de resinas termofixas, gelcoats, poliuretano, epóxi e adesivos em geral. Ao longo desses trinta anos, mais de 5.000 laminadoras, gelcoateadeiras, injetoras de RTM e máquinas de enrolamento filamentar, entre outras, foram comercializadas pela empresa no Brasil e em toda a América Latina.  Para mais informações, acesse www.fibermaq.com.br ou ligue para (11) 5511-9001.

SLEA Comunicação:
Silvio de Andrade
(11) 3554-0497
silvio@slea.com.br